Miriam Leitão cobra de Lira e Aras o fim da blindagem a Bolsonaro

"Até quando vão proteger uma pessoa que não para de cometer crimes?", questiona a jornalista Miriam Leitão em referência ao procurador-geral da República, Augusto Aras, e ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira

www.brasil247.com - Jornalista Miriam Leitão, procurador Augusto Aras e o presidente da Câmara, Arthur Lira
Jornalista Miriam Leitão, procurador Augusto Aras e o presidente da Câmara, Arthur Lira (Foto: Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - "Está cada vez mais difícil para Augusto Aras e Arthur Lira, os dois blindadores do presidente, continuarem fingindo que não viram nada", escreve a jornalista Miriam Leitão em sua coluna publicada pelo jornal O Globo. "Até quando vão proteger uma pessoa que não para de cometer crimes?", questiona.

"O que fará a Procuradoria Geral da República diante do pedido de investigação do STF sobre a live do presidente Jair Bolsonaro, em que associa as vacinas contra Covid à Aids?", continua.

De acordo com a jornalista, "a boa notícia é que esta semana não haverá live semanal do presidente no Facebook". "A presidência tem imunidades. É a proteção do cargo. Não pode virar impunidade para cometer crimes reiterados, como tem acontecido no país".

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email