Miriam Leitão diz que presidente do BNDES trabalha como candidato

"Não faltava mais nada a um governo em crise do que ter um presidente do BNDES em campanha para ser candidato a presidente da República", critica a jornalista; ela defende que "qualquer movimentação nessa direção é inconveniente se a pessoa está no exercício do cargo de presidente do BNDES, até porque ele exige dedicação exclusiva"

"Não faltava mais nada a um governo em crise do que ter um presidente do BNDES em campanha para ser candidato a presidente da República", critica a jornalista; ela defende que "qualquer movimentação nessa direção é inconveniente se a pessoa está no exercício do cargo de presidente do BNDES, até porque ele exige dedicação exclusiva"
"Não faltava mais nada a um governo em crise do que ter um presidente do BNDES em campanha para ser candidato a presidente da República", critica a jornalista; ela defende que "qualquer movimentação nessa direção é inconveniente se a pessoa está no exercício do cargo de presidente do BNDES, até porque ele exige dedicação exclusiva" (Foto: Gisele Federicce)

247 - A jornalista Miriam Leitão, do Globo, critica em sua coluna deste domingo 20 a "inconveniente" atuação do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, como candidato ao Planalto em 2018.

"Não faltava mais nada a um governo em crise do que ter um presidente do BNDES em campanha para ser candidato a presidente da República", critica. Ela lembra que ele tem circulado no Congresso em defesa de pautas que agradam os empresários.

"Todo brasileiro, com seus direitos políticos, pode ter planos de se candidatar a presidente. Com ou sem chance. Mas qualquer movimentação nessa direção é inconveniente se a pessoa está no exercício do cargo de presidente do BNDES, até porque ele exige dedicação exclusiva", afirma.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247