Miriam Leitão: suspensão de contratos com ONGs pode trazer danos irreversíveis

Jornalista da Globo comenta a suspensão de contratos com todas as ONGs pelo Ministério do Meio Ambiente por um período de três meses, o que para ela deve acarretar em uma "paralisação geral" dos trabalhos, com possíveis "perdas irreversíveis"; ela lembra que diversas organizações não usam dinheiro do governo, mas recursos internacionais

Miriam Leitão: suspensão de contratos com ONGs pode trazer danos irreversíveis
Miriam Leitão: suspensão de contratos com ONGs pode trazer danos irreversíveis (Foto: Reprodução/Globo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jornalista da Globo Miriam Leitão criticou nesta quarta-feira 16, durante comentário no Bom Dia Brasil, a suspensão de contratos com todas as ONGs pelo Ministério do Meio Ambiente por um período de três meses. Para ela, a decisão deve acarretar em uma "paralisação geral" dos trabalhos, com possíveis "danos irreversíveis".

Ela lembra que diversas organizações não usam dinheiro do governo, mas sim recursos internacionais, como o do Fundo Amazônia, que é mantido pela Noruega, e que executam trabalhos, na verdade, como apoio a políticas do governo.

Miriam, que conversou com o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, informou que todos os contratos passarão pela mesa dele, que olhará caso a caso pessoalmente, tornando o processo de verificação ainda mais complicado, uma vez que demandará mais tempo para a revisão.

"É muito perigoso o que está acontecendo. Normalmente, uma decisão assim de 'vamos suspender tudo', como aconteceu na Casa Civil, que demitiu 320, produz paralisia decisória e riscos permanentes", alertou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email