MP sugere serviço comunitário para Eduardo Costa por disparar ataques contra Fernanda Lima

O sertanejo Eduardo Costa, que xingou a apresentadora Fernanda Lima depois que ela fez um discurso feminista em seu programa na TV Globo, no fim de 2018, poderá cumprir 50 horas de serviços comunitários durante um mês; a sugestão é do Ministério Público do Rio de Janeiro; Lima entrou com a ação contra o sertanejo após ele dizer que a atriz "só faz programa para “bandido, maconheiro, esquerdista derrotado”

MP sugere serviço comunitário para Eduardo Costa por disparar ataques contra Fernanda Lima
MP sugere serviço comunitário para Eduardo Costa por disparar ataques contra Fernanda Lima
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Segundo informa o jornalista Ancelmo Gois, em sua coluna no jornal O Globo, o sertanejo Eduardo Costa, que xingou a apresentadora Fernanda Lima depois que ela fez um discurso feminista em seu programa na TV Globo, no fim de 2018, poderá cumprir 50 horas de serviços comunitários durante um mês. A sugestão é do Ministério Público do Rio de Janeiro. 

Entenda 

O programa Amor & Sexo, da Rede Globo, que foi ar no dia sete de novembro de 2018, teve o seu episódio encerrado pela apresentadora Fernanda Lima com um contundente discurso feminista. A fala, que causou polêmica nas redes e gerou a ira do sertanejo, foi interpretada como um desafio ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

"Chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que resiste e não desiste. Chamam de louca a mulher que diz sim e a mulher que diz não. Não importa o que façamos nos chamam de louca. Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta está apenas começando. Prepare-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?"

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247