Nassif: Globo irá se afundar, como nas Diretas Já

"A Globo entrou na mesma armadilha dos anos 80, quando decidiu ignorar a campanha das diretas", diz o jornalista Luis Nassif, no Jornal GGN; a emissora, diz ele, "entrou tão profundamente no atoleiro da Lava Jato que terá dificuldades em sair"

Nassif: Globo irá se afundar, como nas Diretas Já

247 - "A Globo entrou na mesma armadilha dos anos 80, quando decidiu ignorar a campanha das diretas", diz o jornalista Luis Nassif, no Jornal GGN, em referência à tentativa da emissora de amenizar os efeitos negativos à Operação Lava Jato com as revelações do site Intercept Brasil. Segundo ele, a Globo "entrou tão profundamente no atoleiro da Lava Jato que terá dificuldades em sair. Sua reação ao Intercept, partindo para desacreditar o veículo, inclusive revelando acordos jornalísticos anteriores, comprova total falta de estratégia e de ética para lidar com o episódio. Com esse amadorismo, não haverá como se colocar na frente da maré que está se formando".

De acordo com o jornalista, "em um país amortecido por décadas de manipulação da notícia, aparentemente a parte mais saudável do jornalismo começa a recobrar o senso de julgamento, o sentimento de indignação contra os abusos, contra os excessos do poder que se coloca acima das leis". "A cada dia que passar, portanto, mais a onda crescerá, tornando mais difícil a intenção da Globo de tentar desqualificar as denúncias. Além disso, a Folha de S.Paulo parece ter acordado de um longo período de letargia e se espelhado na própria Folha dos anos 80 que, graças à campanha das diretas, tornou-se o maior jornal brasileiro. Foi o período de maior desgaste da Globo, por sua insensibilidade para perceber os novos tempos. Aparentemente, está repetindo o erro".

Leia a íntegra no Jornal GGN

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

247 faz apelo por debate responsável na internet

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247