Nelson de Sá: Alberto Fernández constrói a aliança 'ArgenChina'

O governo progressista argentino chefiado pelo presidente Alberto Fernández, intensifica a parceria estratégica com o gigante asiático. Diversificação das relações chinesas na região pode desbancar o Brasil como principal parceiro

Alberto Fernández
Alberto Fernández (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "No noticiário intermitente sobre a aproximação sino-argentina, La Nación e Clarín, de Buenos Aires, informam que o país vai agora iniciar testes com a vacina Sinopharm", escreve o jornalista Nelson de Sá.
"A relação avança em várias frentes, como atestou a revista Noticias, ligada ao jornal Perfil, com a manchete “ArgenChina”, escreve o colunista da Folha de S.Paulo, que adianta a informação de que o presidente argentino planeja uma "viagem estratégica" a Pequim em novembro.

Nelson de Sá comenta ainda reportagem do serviço mundial da BBC que levanta a discussão “Por que a China desbancou o Brasil como maior parceiro da Argentina”, não só comercial. Diz que Pequim “não quer ficar centralizada num só país”, daí Argentina, Chile etc.

O jornal argentino La Nación acrescenta outro possível fator para a mudança, recorrendo a uma reportagem do espanhol El País, sob o título “Brasil: as dúvidas sobre sua recuperação econômica”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email