Noblat: 'Celso de Mello tem argumentos de sobra para liberar o vídeo da reunião ministerial'

Segundo o jornalista Ricardo Noblat, Celso de Mello 'ficou chocado com o que viu' no vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citada por Moro em depoimento Polícia Federal

Ricardo Noblat e Celso de Mello
Ricardo Noblat e Celso de Mello (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Ricardo Noblat, na Veja, afirmou que o ministro do STF Celso de Mello "ficou chocado com o que viu" no vídeo da reunião ministerial com Jair Bolsonaro citada pelo ex-ministro Sergio Moro em depoimento à Polícia Federal.

Noblat disse que Celso de Mello "já reuniu argumentos de sobra para justificar o voto a favor da liberação do vídeo na íntegra. Se assim for, vem por aí mais um campeão de audiência".

O jornalista ressaltou ainda que Celso de Mello pode verificar no vídeo outros fatores que sustentem a tese de cometimento de crime de responsabilidade por parte de Bolsonaro. "É possível que Celso não se limite a examinar no seu voto a questão da quebra do sigilo do vídeo. Deverá ir adiante, dissertando sobre atos de Bolsonaro que, ao seu ver, podem ser encarados como crimes de responsabilidade. Caso o faça, dará sustentação para novos pedidos de impeachment contra ele".

O ministro Celso de Mello decidirá sobre o sigilo da gravação da reunião ministerial de 22 de abril até do final desta semana.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email