Noblat cobra avanço de investigação contra Flávio Bolsonaro

"Roga-se a quem saiba informar onde podem ser encontrados os 8 funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro que depositaram parte dos seus salários na conta de Queiroz", diz o jornalista Ricardo Noblat no Twitter. "Eles desapareceram de suas casas e empregos. Familiares e amigos se recusam a informar onde eles estão", acrescenta

Noblat cobra avanço de investigação contra Flávio Bolsonaro
Noblat cobra avanço de investigação contra Flávio Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Roga-se a quem saiba informar onde podem ser encontrados os 8 funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro que depositaram parte dos seus salários na conta de Queiroz", diz o jornalista Ricardo Noblat no Twitter. "Eles desapareceram de suas casas e empregos. Familiares e amigos se recusam a informar onde eles estão", acrescenta.

Segundo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Fabrício Queiroz, assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL) quando o parlamentar era deputada estadual no Rio, recebeu depósitos em espécie e por meio de transferências de oito funcionários que já foram ou estão lotados no gabinete do atual congressista.

O Coaf apontou uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão de 01/01/2016 e 31/01/2017 por Queiroz.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247