Noblat: foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, agora chiam

Colunista do Globo caçoa de eleitores de Bolsonaro que confiaram que ele seria fiel "à economia de mercado" e "que tudo ficaria bem com sua eleição. Até porque o mais importante era derrotar o PT"; "Com tantos candidatos para isso, escolheram logo o capitão. Agora chiam. Amarguem!", diz ele

Noblat: foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, agora chiam
Noblat: foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, agora chiam (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Crítico do comportamento do presidente Jair Bolsonaro de barrar o aumento do diesel, o jornalista Ricardo Noblat caçoou no Twitter dos eleitores do capitão reformado que acreditaram em que ele seria fiel "à economia de mercado".

"Pois é. Foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, que finalmente se rendera à economia de mercado, e que tudo ficaria bem com sua eleição. Até porque o mais importante era derrotar o PT. Com tantos candidatos para isso, escolheram logo o capitão. Agora chiam. Amarguem!", postou o colunista do Globo.

"Em valor de mercado, a Petrobras perdeu US$ 8 bilhões com o telefonema de Bolsonaro que suspendeu o reajuste do preço do diesel. Ou 22 Pasadenas. É claro que o valor de mercado perdido poderá ser recuperado um dia. O maior prejuízo é a perda de confiança, e isso é incalculável", disse ele em outra mensagem.

"Imperdível ver todo mundo correndo para apagar os incêndios ateados por Bolsonaro. Assim será enquanto durar o mandato dele", previu ainda Noblat.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247