Noblat: Palácio do Planalto virou puxadinho do Exército Brasileiro

O jornalista Ricardo Noblat afirma que o governo se tornu um posto avançado do Exército Brasileiro. Ele perpassa os bastidores da nomeação de Braga Neto para a Casa Civil e constata que o centro nervoso do governo é militar

247 - O jornalista Ricardo Noblat afirma que o governo se tornu um posto avançado do Exército Brasileiro. Ele perpassa os bastidores da nomeação de Braga Neto para a Casa Civil e constata que o centro nervoso do governo é militar. 

Em artigo publicado na revista Veja, Noblat comenta: "foi um desses generais, o atual ministro da Secretaria de Governo Luiz Eduardo Ramos, quem ajudou Bolsonaro a convencer Braga Neto para que aceitasse a vaga de Chefe da Casa Civil da presidência da República aberta com a saída de Onyx Lorenzonni."

O jornalista ainda acrescenta que "em nenhum governo anterior foi assim – nem na época da ditadura e dos seus generais-presidentes. Dos 22 ministros de Bolsonaro, seis são militares. De 1964 para cá, a Casa Civil coube a 27 civis e apenas a um militar. Braga Neto será o segundo."

Segundo Noblat, Ramos é quem tem dado as cartas no terceiro andar do Planalto: "é Ramos que cuida da coordenação política do governo. Faz o meio do campo com deputados, senadores e governadores. Aprende rápido. Onyx prometera 40 milhões de reais por cada voto pela aprovação da reforma da Previdência. Foi o general que pagou."

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247