Noblat: PSDB está à deriva

O jornalista Ricardo Nobla listou, em sua coluna desta segunda-feira, uma longa lista de motivos que fazem do PSDB uma "nau à deriva"; A um ano das convenções que indicarão os candidatos à próxima eleição presidencial, o PT tem candidato – Lula. O PDT, também – Ciro Gomes. O REDE tem – Marina Silva. Até o minúsculo PSC tem candidato – Jair Bolsonaro, o segundo nas pesquisas de intenção de voto. O PSDB não tem. O governador Geraldo Alckmin (SP) quer ser. O prefeito João Dória (SP), também. E até os senadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG)", escreve

Noblat
 
Noblat   (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Em sua coluna nesta segunda-feira, Ricardo Noblat mostra as diversas razões que fazem o PSDB estar à deriva. 

"A nove dias da sessão da Câmara que decidirá sobre o pedido de licença para que Michel Temer seja julgado por corrupção, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o terceiro maior do país em número de filiados e o segundo em número de governadores e de ministros de Estado, ainda não sabe se é a favor ou contra. Por não saber liberou seus 46 deputados para que votem como quiser.

A um ano das convenções que indicarão os candidatos à próxima eleição presidencial, o PT tem candidato – Lula. O PDT, também – Ciro Gomes. O REDE tem – Marina Silva. Até o minúsculo PSC tem candidato – Jair Bolsonaro, o segundo nas pesquisas de intenção de voto.

O PSDB não tem. O governador Geraldo Alckmin (SP) quer ser. O prefeito João Dória (SP), também. E até os senadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG).

Serra e Aécio, encrencados com a Lava Jato? Sim, eles mesmos. Serra prepara em segredo um programa de governo a ser apresentado ao partido no próximo ano caso tenha chances de ser candidato.

Afastado do mandato e reconciliado com ele por decisão da Justiça, Aécio enfrenta o pior momento de sua trajetória política com a certeza de que poderá se recuperar se não for atropelado por nenhuma nova denúncia de corrupção."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247