Nunes diz não se arrepender de agressão contra Glenn e que reagiu em um "gesto de altivez"

Apresentador do programa Pânico, Augusto Nunes, disse não se arrepender da agressão física contra o jornalista Glenn Greenwald. Sobre a possibilidade de ser alvo de uma ação judicial, Nunes disse que "ele pode fazer o que quiser"

Augusto Nunes: STF definirá a face moral do País
Augusto Nunes: STF definirá a face moral do País (Foto: Divulgação)

247 - O apresentador do programa Pânico, Augusto Nunes, exibido pela Jovem Pan, disse que não se arrepende “nem um pouco” da agressão física que cometeu contra o jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept, e que a sua reação durante a exibição do programa nesta quinta-feira (7) foi um “gesto de altivez”. 

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Nunes disse que Glenn o havia atacado verbalmente, o que justificaria sua reação. “Eu fui insultado moralmente. Aí adverti para que ele não usasse a palavra ‘covarde’, que é insultuosa, que é grave. Adverti cinco vezes, ele insistiu. Eu tinha duas opções: ou reagir com altivez ou engolir o insulto. Não tive alternativa”, afirmou. 

“Eu reagi como qualquer homem reagiria”, acrescentou. “O agredido fui eu. Eu reagi a uma agressão”, completou. “Me sinto completamente tranquilo. Saí de lá [do estúdio] em paz comigo mesmo. Não havia o que fazer”, emendou

Nunes disse, ainda que fará"a mesma coisa toda vez que for insultado repetidas vezes, mesmo diante de uma advertência" . Sobre a possibilidade de ser alvo de uma ação judicial, Nunes enfatizou que Greenwald “pode fazer o que quiser".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247