Ombudsman da Folha lembra que extradição de Assange é também uma ameaça ao jornalismo

"Há o perigo real de que o direito de receber documentos vazados e publicá-los, sempre em nome do interesse público, sofra um duro golpe", diz a jornalista Flávia Lima

(Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A jornalista Flávia Lima, ombudsman da Folha de S. Paulo, fez uma defesa discreta de Julian Assange, criador do wikileaks, que corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos, onde cumpriria prisão perpétua numa solitária.

"Começa a ser decidido nesta semana, em Londres, o pedido de extradição aos EUA do jornalista Julian Assange, do WikiLeaks —homem que expôs documentos secretos dos EUA que revelavam desmandos e violações dos direitos humanos", diz Flávia Lima.

"​À parte a figura controversa de Assange, o fato é que os EUA querem julgá-lo com base na Lei de Espionagem e, segundo analistas, há o perigo real de que o direito de receber documentos vazados e publicá-los, sempre em nome do interesse público, sofra um duro golpe", aponta ainda a jornalista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email