Palmério Doria: greve está longe da trazer a luz

O jornalista e escritor Palmério Doria avalia que "a greve dos caminhoneiros está longe de trazer a luz"; "Mas acaba com muita ideia macabra, como a política de preços do Parente e da Miriam Leitão, porca-voz de qualquer parente do FHC", escreveu ele no Twitter

O jornalista e escritor Palmério Doria avalia que "a greve dos caminhoneiros está longe de trazer a luz"; "Mas acaba com muita ideia macabra, como a política de preços do Parente e da Miriam Leitão, porca-voz de qualquer parente do FHC", escreveu ele no Twitter
O jornalista e escritor Palmério Doria avalia que "a greve dos caminhoneiros está longe de trazer a luz"; "Mas acaba com muita ideia macabra, como a política de preços do Parente e da Miriam Leitão, porca-voz de qualquer parente do FHC", escreveu ele no Twitter (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O jornalista e escritor Palmério Doria avalia que "a greve dos caminhoneiros está longe de trazer a luz". "Mas acaba com muita ideia macabra, como a política de preços do Parente e da Miriam Leitão, porca-voz de qualquer parente do FHC", escreveu ele no Twitter.

A categoria continua em greve, mesmo após o acordo firmado nesta quinta-feira (24) com o governo que prevê, por exemplo, a continuidade da redução de 10% no valor do óleo diesel a preços na refinaria, já praticados pela Petrobras, nos próximos 30 dias, com compensações financeiras da União à estatal. O documento prevê a suspensão da greve por 15 dias.

Desde o início da política de reajustes diários dos preços dos derivados de petróleo, em 3 de julho do ano passado, a Petrobras aumentou o preço do óleo diesel em suas refinarias 121 vezes, alta de 56,5%, de acordo com o Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). Em pouco mais de dez meses, o litro do produto passou de R$ 1,5006 para R$ 2,3488.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247