Pannunzio sobre autor de atentado filiado ao PSL: explicado o silêncio de Moro e Bolsonaro

O jornalista Fabio Pannunzio criticou o silêncio de Jair Bolsonaro e do ministro Sérgio Moro (Justiça) após a revelação de que um dos suspeitos de participar do ataque terrorista à sede do Porta dos Fundos é filiado ao PSL. "Está explicado o silêncio do Moro e o comportamento de avestruz do Bolsonaro. O galinha-verde é companheiro de partido", disse o jornalista

(Foto: Dir.: José Cruz - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Fabio Pannunzio criticou o silêncio de Jair Bolsonaro e do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, após a revelação de que um dos suspeitos de participar do ataque terrorista à sede do Porta dos Fundos, Eduardo Falzi Richard Cerquise, é filiado ao PSL. Ele tem 20 ocorrências por crimes de ameaça e agressão.

"Está explicado o silêncio do Moro e o comportamento de avestruz do Bolsonaro. O galinha-verde é companheiro de partido. Fez muito a polícia fluminense de impedir que o caso fosse federalizado. Quando todo o galinheiro verde estiver preso, fica fácil mudar o tipo penal", escreveu ele no Twitter.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247