Pepe Escobar: liberdade de Lula incomoda o deep state

Jornalista define como "absolutamente desprezível" manchete do Washington Post que entende a decisão do STF contra a prisão em segunda instância como um retrocesso no combate à corrupção

247 - O jornalista Pepe Escobar define como "absolutamente desprezível" manchete do Wall Street Journal que entende a decisão do Supremo Tribunal Federal contra a prisão em segunda instância como um retrocesso no combate à corrupção.

"A manchete absolutamente desprezível do WSJ - e o pedaço de merda que o acompanha - mostram como o deep state está incomodado. Covardes também: o nome de Lula é incendiário demais para ser manchete", escreveu o jornalista no Twitter.

O Supremo Tribunal Federal derrubou nesta quinta-feira (7) a prisão após condenação em segunda instância. A decisão beneficia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP), acusado de ter recebido um apartamento como propina, mas nunca dormiu, nem tinha a chave do imóvel.

Ainda nesta quinta-feira, advogados do ex-presidente afirmaram que teriam um conversa com ele pra decidir seu destino. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247