PF “mama” diárias e bota a culpa em Lula por gasto de R$ 150 mil?

"O relatório da Polícia Federal que pretende forçar a remoção de Lula da sede da Polícia Federal alegado que sua detenção custou R$ 150 mil ao longo de 15 dias, ou cerca de R$ 10 mil por dia. Certamente não se gastou R$ 150 mil de quentinhas para Lula. Nem na conta de energia de um simples televisor", diz Fernando Brito, do Tijolaço

"O relatório da Polícia Federal que pretende forçar a remoção de Lula da sede da Polícia Federal alegado que sua detenção custou R$ 150 mil ao longo de 15 dias, ou cerca de R$ 10 mil por dia. Certamente não se gastou R$ 150 mil de quentinhas para Lula. Nem na conta de energia de um simples televisor", diz Fernando Brito, do Tijolaço
"O relatório da Polícia Federal que pretende forçar a remoção de Lula da sede da Polícia Federal alegado que sua detenção custou R$ 150 mil ao longo de 15 dias, ou cerca de R$ 10 mil por dia. Certamente não se gastou R$ 150 mil de quentinhas para Lula. Nem na conta de energia de um simples televisor", diz Fernando Brito, do Tijolaço (Foto: Leonardo Lucena)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - O relatório da Polícia Federal que pretende forçar a remoção de Lula da sede da Polícia Federal alegado que sua detenção custou R$ 150 mil ao longo de 15 dias, ou cerca de R$ 10 mil por dia.

Certamente não se gastou R$ 150 mil de quentinhas para Lula. Nem na conta de energia de um simples televisor.

Gastaram com eles mesmos, engordando o contracheque com diárias que, a rigor, não seriam necessárias para colocar, em turnos, um guarda à porta da cela onde estão retendo Lula.

"De acordo com o documento, "tem-se uma perspectiva de gastos de aproximadamente R$ 300 mil" no mês com diárias de policiais, passagens e deslocamentos de pessoal de outras unidades para reforçar a segurança da superintendência. Em cerca de quinze dias, já foram gastos R$ 150 mil", relata a Folha.

Como a diária para servidor público de nível superior é de R$ 200,60 para viagens ao Paraná, R$ 10 mil seriam suficientes para pagar as diárias de um pequeno exército: 50 policiais para vigiarem um único preso. A segurança externa é responsabilidade da Polícia Militar Estadual, que ao Superintendente da PF não cabe representar.

Aiás, é curiosa a preocupação dos "lavajateiros" com economia: procuradores como Carlos Fernando do Santos Lima recebeu em dois anos, quase R$ 300 mil em diárias.

O que tem a ver Lula com as maracutaias "diaristas" da PF? A PF, aliás, manteve uma carceragem inteira durante todos estes anos de "Lava Jato" e só agora descobriu que isso "atrapalha" suas atividades?

Transferi-lo para outro lugar "baratearia" o custo por que razão? Não haveria o esquema de segurança que se tem ali se fosse junto a um quartel da PM ou do Exército?

É tudo mutreta para viabilizar a transferência de Lula para um cafundó, o que será inútil, pois se o fizerem seus seguidores ao cafundó irão.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247