Por que os bolsonaristas se irritam quando alguém questiona sobre o assassinato de Marielle?

Esta é a pergunta que não quer calar. A irritação já se tornou uma reação automática dos bolsonaristas, sejam apoiadores, sejam os membros do clã do eixo Barra da Tijuca-Palácio do Planalto, quando se discute sobre as motivações e os mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e seu assessor, Anderson Gomes. Pelo Twitter, o jornalista Ricardo Noblat levanta a questão.

Marielle Franco
Marielle Franco (Foto: Mídia Ninja)

247 - O jornalista Ricardo Noblat, que em matéria no ano passado já tinha afirmado que "o clã Bolsonaro colocou as suas digitais no caso Marielle Franco", abre um debate pelo Twitter, ao perguntar: "Por que os devotos do capitão se irritam quando alguém simplesmente pergunta sobre quem matou ou mandou matar Marielle? Não faz sentido. Ou faz?"

Marielle Franco e seu assessor Anderson Gomes foram assassinados em 14 de março de 2018 e até hoje não há uma conclusão do inquérito sobre as motivações e os mandantes do crime.

Toda vez que o assunto vem à tona no debate político, os bolsonaristas reagem com irritação.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247