Presidente da EBC adere à onda racista e agride a atriz Taís Araújo

Depois do episódio William Waack, agora foi a vez de Laerte Rimoli, presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), decidir atacar e fazer piada com a atriz Taís Araújo, que disse ser vítima de racismo; nas redes, Taís afirmou que muitos mudam de calçadas quando veem negros e que isso poderá acontecer também com seus filhos no futuro, uma vez que o racismo está institucionalizado no Brasil; Rimoli foi ao facebook e postou diversos memes, que ironizam a atriz; ontem, ela também foi atacada pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin; racismo na Globo levou ao afastamento de William Waack e resta saber o que o governo brasileiro pretende fazer com Rimoli; depois de repercussão negativa, Rimoli pediu desculpas

Depois do episódio William Waack, agora foi a vez de Laerte Rimoli, presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), decidir atacar e fazer piada com a atriz Taís Araújo, que disse ser vítima de racismo; nas redes, Taís afirmou que muitos mudam de calçadas quando veem negros e que isso poderá acontecer também com seus filhos no futuro, uma vez que o racismo está institucionalizado no Brasil; Rimoli foi ao facebook e postou diversos memes, que ironizam a atriz; ontem, ela também foi atacada pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin; racismo na Globo levou ao afastamento de William Waack e resta saber o que o governo brasileiro pretende fazer com Rimoli; depois de repercussão negativa, Rimoli pediu desculpas
Depois do episódio William Waack, agora foi a vez de Laerte Rimoli, presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), decidir atacar e fazer piada com a atriz Taís Araújo, que disse ser vítima de racismo; nas redes, Taís afirmou que muitos mudam de calçadas quando veem negros e que isso poderá acontecer também com seus filhos no futuro, uma vez que o racismo está institucionalizado no Brasil; Rimoli foi ao facebook e postou diversos memes, que ironizam a atriz; ontem, ela também foi atacada pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin; racismo na Globo levou ao afastamento de William Waack e resta saber o que o governo brasileiro pretende fazer com Rimoli; depois de repercussão negativa, Rimoli pediu desculpas (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), Laerte Rimoli, acha correto fazer piadas de cunho racista.

Depois do episódio William Waack, que foi afastado da Globo ao dizer "é coisa de preto", Rimoli ironizou a a atriz Taís Araújo, que disse ser vítima de racismo.

Nas redes, Taís afirmou que muitos mudam de calçadas quando veem negros e que isso poderá acontecer também com seus filhos no futuro, uma vez que o racismo está institucionalizado no Brasil.

Rimoli foi ao facebook e postou diversos memes, que ironizam a atriz.  Ontem, ela também foi atacada pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin.

Episódio racista na Globo levou ao afastamento de William Waack e resta saber o que o governo brasileiro pretende fazer com Rimoli.

Após a repercussão negativa, Laerte Rimoli pediu desculpas à atriz Tais Araújo e sua família por, de acordo com ele, “ter compartilhado um post inadequado em minha timeline”.

Em vídeo, o cantor e compositor Chico Buarque relata que sua filha teve que se mudar de um condomínio no Rio de Janeiro, em razão de atitudes racistas dos vizinhos.

Assista e inscreva-se na TV 247:

(Atualizada às 15h35)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247