Psol vai acionar SBT por opinião de Sherazade

Líder do partido na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP) disse que a jornalista e a emissora fizeram incitação ao crime ao exaltar caso de jovem acorrentado a um poste; “Defendo total liberdade de imprensa, mas não a liberdade para mandar torturar, matar, assassinar e fazer justiça com as próprias mãos. Ser anticonstitucional, ilegal e aplaudida, para quê? Atrás do Ibope?”, questionou o parlamentar

Líder do partido na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP) disse que a jornalista e a emissora fizeram incitação ao crime ao exaltar caso de jovem acorrentado a um poste; “Defendo total liberdade de imprensa, mas não a liberdade para mandar torturar, matar, assassinar e fazer justiça com as próprias mãos. Ser anticonstitucional, ilegal e aplaudida, para quê? Atrás do Ibope?”, questionou o parlamentar
Líder do partido na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP) disse que a jornalista e a emissora fizeram incitação ao crime ao exaltar caso de jovem acorrentado a um poste; “Defendo total liberdade de imprensa, mas não a liberdade para mandar torturar, matar, assassinar e fazer justiça com as próprias mãos. Ser anticonstitucional, ilegal e aplaudida, para quê? Atrás do Ibope?”, questionou o parlamentar (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – O Psol informou que irá formalizar no Ministério Público representação contra o SBT por apologia ao crime após comentário da apresentadora Rachel Sherazade.

Na edição de terça-feira do jornal SBT Brasil, ela exaltou o linchamento de um adolescente de 16 anos acusado de cometer furtos no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro (RJ). O rapaz foi preso nu a um poste, com o pescoço acorrentado por uma trava de bicicleta.

“A jornalista e o SBT fizeram incitação ao crime, à tortura e ao linchamento. Essa jornalista simplesmente disse que tem razão os vingadores que fizeram justiça com as próprias mãos, em torturar, porque a polícia para ela está desmoralizada, a Justiça não opera e é necessário voltar ao velho Oeste e fazer justiça com as próprias mãos”, disse o líder do Psol na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP), segundo o Congresso em Foco.

“Defendo total liberdade de imprensa, mas não a liberdade para mandar torturar, matar, assassinar e fazer justiça com as próprias mãos. Ser anticonstitucional, ilegal e aplaudida, para quê? Atrás do Ibope, atrás do medo da população, da marginalidade, atrás daquilo que não se investe em saúde, em educação, em mobilidade urbana, em resposta à pobreza que está aí?”, acrescentou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email