Raul Gil abre espaço no SBT para ataque gratuito contra Sakamoto

O empresário Luciano Hang, proprietário da rede de lojas Havan, foi o convidado deste sábado (8) no "Programa Raul Gil", no SBT; o empresário ficou conhecido, durante a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro, por ter coagido seus funcionários pelo voto no então candidato do PSL; durante o quadro "Pra Quem Você Tira o Chapéu", o empresário disparou ataques ao jornalista Leonardo Sakamoto; "Quanto mais lê o Sakamoto, mais burro fica", disparou 

Raul Gil abre espaço no SBT para ataque gratuito contra Sakamoto
Raul Gil abre espaço no SBT para ataque gratuito contra Sakamoto

247 - O empresário Luciano Hang, proprietário da rede de lojas Havan, foi o convidado deste sábado (8) no "Programa Raul Gil", no SBT. O empresário ficou conhecido, durante a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro, por ter coagido seus funcionários pelo voto no então candidato do PSL. Segundo informou a coluna do jornalista Mauricio Stycer, Hang, durante o programa, proferiu ataques gratuitos a Sakamoto. 

Hang ficou no ar por 64 minutos e participou do quadro "Pra Quem Você Tira o Chapéu". 

As escolhas de Hang, em sua maioria, não surpreenderam. Depois de se engajar publicamente na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro, ele tirou o chapéu para o presidente eleito e também para Sergio Moro, Donald Trump, Regina Duarte e os funcionários da Havan.

Não tirou para as universidades federais ("tem servido para doutrinar os alunos ao comunismo"), Fernanda Lima (apresenta um programa que é "uma vergonha para a família brasileira"), Fernando Henrique Cardoso ("enganou a mim e a todos os brasileiros; ele se diz socialista, e socialista é um comunista envergonhado"), e Lula ("roubou a esperança do povo brasileiro; dividiu o Brasil").

Hang também não tirou o chapéu para o jornalista Leonardo Sakamoto, que mantém um blog sobre política e direitos humanos no UOL. Foi Sakamoto quem primeiro noticiou, em setembro, que o Ministério Público do Trabalho  está processando o empresário por intimidar seus empregados a votarem em Bolsonaro na eleição presidencial.

A notícia foi publicada em seguida nos principais jornais e sites de todo o país. Sakamoto foi responsável pelo furo. 

"Quanto mais lê o Sakamoto, mais burro fica. Foi dele o furo de reportagem... Porque é de esquerda. Quer calar quem fala a verdade. Sakamoto, Folha de S.Paulo, fake news", disparou o empresário. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247