Recuo de Bolsonaro faz parte de uma estratégia política, diz Bernardo Mello Franco

Bolsonaro não vai mudar, opina colunista do Globo

www.brasil247.com - Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro
Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Carolina Antunes/PR)


247 - O recuo encenado por Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (9) faz parte de uma estratégia política, escreve o jornalista Bernardo Mello Franco em sua coluna no Globo.

"Na carta do capitão, as ameaças à democracia, ensaiadas por meses a fio, viraram palavras ditas 'no calor do momento'. O ministro Alexandre de Moraes, que ele descreveu no palanque como um “canalha”, foi promovido a 'jurista e professor' ".

"O número de Bolsonaro é conhecido. Ele ateia fogo na República e reaparece fantasiado de bombeiro. A cada incêndio controlado, avança mais um pouco em sua escalada autoritária".

"Desta vez, o teatro da moderação está ligado ao instinto de sobrevivência. Em vez de se dobrar às ameaças golpistas, o Supremo resolveu peitá-lo. Alvo de quatro inquéritos, o Cavalão refugou mais uma vez".

O jornalista opina que "Bolsonaro não vai mudar" . Ele tenta "negociar um acordão para salvar a própria pele".  

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email