Reinaldo Azevedo: regrediremos 55 anos em 3 meses, generais?

O jornalista Reinaldo Azevedo elencou em seu blog, nesta terça-feira (26), as declarações feitas nos últimos dias pelos generais governistas Rego Barros, Fernando Azevedo e Silva e Hamilton Mourão sobre a comemoração do golpe de 1964 determinada pelo presidente Jair Bolsonaro, e alertou: "É bom que os militares tomem cuidado neste 31 de março"; dependendo do rumo que as manifestações tomarem no domingo, Reinaldo diz que "teremos regredido 55 anos em três meses"  

Reinaldo Azevedo: regrediremos 55 anos em 3 meses, generais?
Reinaldo Azevedo: regrediremos 55 anos em 3 meses, generais? (Foto: Ari Versiani/Ag.Ponto)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo elencou em seu blog, nesta terça-feira (26), as declarações feitas nos últimos dias pelos generais governistas Rego Barros, Fernando Azevedo e Silva e Hamilton Mourão sobre a comemoração do golpe de 1964 determinada pelo presidente Jair Bolsonaro, e alertou: "É bom que os militares tomem cuidado neste 31 de março"; dependendo do rumo que as manifestações tomarem no domingo (31), Reinaldo diz que "teremos regredido 55 anos em três meses".

Reinaldo explica:

"É bom que os militares tomem cuidado neste 31 de março. A depender do que diga nos quarteis, e não ficará intramuros coisa nenhuma, vamos entender se:

– as Forças Armadas atuam segundo o Artigo 142*, como se espera;
– se exercem a tutela do governo Bolsonaro;
– se, pior, julgam exercer uma tutela sobre a sociedade brasileira.

Se incidirem na terceira hipótese, o governo Bolsonaro terá sido mesmo um milagre: porque, então, teremos regredido 55 anos em três meses."

*Artigo 142 da Constituição:
As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247