Reinaldo: compra de deputados é "legal e legítima"

Defensor número 1 de Michel Temer, o blogueiro neocon Reinaldo Azevedo avalizou a compra de deputados com emendas parlamentares feita pelo peemedebista; "Não vejo mal nenhum em que o parlamentar, em períodos assim, busque destravar ou liberar o 'recurso X', a que tem direito, dada a cota orçamentária para tanto. É claro que aumenta seu poder de pressão. E de troca. Uma troca que, se feita, é absolutamente legal e legítima.", escreve; Reinaldo também sugere que o Temer use emendas para comprar apoios para a reforma da Previdência

Reinaldo
Reinaldo (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O colunista Reinaldo Azevedo, da tropa de choque da defesa midiática de Michel Temer, considerou "legal e legítima" a atitude do peemedebista de distribuir verbas e cargos como forma de comprar apoio parlamentar para permanecer no poder. 

"Então o governo cuidou de liberar algumas emendas parlamentares e de preencher cargos no segundo e terceiro escalões de olho no resultado da votação? Uau! Digam-me: dado o tal "presidencialismo de coalizão", quando é que se agiu de modo diferente? Vou mais longe: não vejo mal nenhum em que o parlamentar, em períodos assim, busque destravar ou liberar o "recurso X", a que tem direito, dada a cota orçamentária para tanto. É claro que aumenta seu poder de pressão. E de troca.

Uma troca que, se feita, é absolutamente legal e legítima. Ou que se proponha o fim da fatia orçamentária que cabe a parlamentares, não sem antes indagar se isso eleva ou rebaixa o teor de democracia da política brasileira. Eu acho que rebaixa. Com efeito, 39 dos 40 deputados da CCJ que votaram a favor de Temer tiveram empenhados –empenho ainda não é gasto!– R$ 266 milhões em emendas entre junho e as duas primeiras semanas de julho. Ocorre que os 25 que queriam mandar o presidente para o patíbulo foram contemplados com R$ 135 milhões. Ao todo, em junho, o empenho ficou em R$ 1,8 bilhão. A fatia do Orçamento para esse fim é de R$ 6,3 bilhões."

Reinaldo também sugere que o Temer use emendas para comprar apoios para a reforma da Previdência.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247