Reinaldo condena "Operação Uruguai" e diz que Moro e Deltan hackeiam instituições

"Moro e Deltan, de todo modo, sempre me comovem. Os vazamentos ilegais ao longo de cinco anos da Lava Jato eram só 'liberdade de imprensa'. Os de agora, qualquer que seja a origem, são crimes em favor de corruptos. No mundo ideal dessa dupla, há os que vazam e são enforcados e os que vazam e enforcam", diz o jornalista Reinaldo Azevedo

(Foto: Dir.: Marcelo Camargo - ABR)

247 – O jornalista Reinaldo Azevedo comparou a prisão dos hackers liderados por um DJ de Araraquara à Operação Uruguai, capitaneada pelo ex-presidente Fernando Collor para tentar se salvar do seu processo de impeachment.  "Os mais jovens devem pesquisar. A “Operação Uruguai” foi uma trapalhada em que Fernando Collor e aliados se meteram para tentar impedir o impeachment. Deu errado", diz ele, em artigo publicado nesta sexta-feira.

Moro e Deltan, de todo modo, sempre me comovem. Os vazamentos ilegais ao longo de cinco anos da Lava Jato eram só “liberdade de imprensa”. Os de agora, qualquer que seja a origem, são crimes em favor de corruptos, escreveu ainda Reinaldo. "Entendo. No mundo ideal dessa dupla, há os que vazam e são enforcados e os que vazam e enforcam", pontuou. Reinaldo disse ainda que é necessário "começar a punir os hackers de instituições.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247