Reviravolta no caso da entregadora russa: tudo pode não ter passado de um golpe

A entregadora russa Lara Koroleva viralizou no mundo todo com a uma imagem comovente e chocante que simbolizava as dificuldades encontradas pelas mulheres durante a crise econômica na Rússia durante a pandemia. A imagem no entanto pode ter sido “preparada”, como diz o portal Meduza

Lada Koroleva e seus filhos
Lada Koroleva e seus filhos (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Segundo o portal de notícias Meduza, muitas pessoas identificaram a jovem russa na imagem como Lada Koroleva, que já havia viralizado em 2019. Na ocasião, ela foi flagrada usando uma mochila de entregas de outro serviço, enquanto empurrava um carrinho na cidade de Rostov no Don. 

A reportagem do jornal Extra destaca que “em uma série de entrevistas a vários veículos de imprensa, disse que fazia entregas porque seu marido estava no exército e a pensão paga pelo governo era insuficiente — as doações logo começaram chegar e ela se mudou com a família para Moscou. Ali, alugava um apartamento que dizia não ter dinheiro para pagar, e, mais uma vez, recebeu ajuda de toda a Rússia.”

A matéria ainda explica que “foram aí que surgiram as acusações de fraude. Segundo portal Meduza, uma pessoa que a ajudava a recolher doações disse que, na verdade, o dinheiro nunca foi usado para pagar o aluguel — Lada se desculpou, sem dar muitas explicações.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247