Rocha de Barros: Olavismo flana na incompreensão dos fatos políticos

O sociólogo Celso Rocha de Barros afirma que Olavo de Carvalho pouco entendeu de praticamente tudo na filosofia e na ciência política. Ele diz que "o histórico de análises políticas de Olavo de Carvalho não é bom". E explica alguns pontos: "não, Carvalho, o PT não estava engajado em um projeto de maciço aparelhamento do Estado brasileiro com o objetivo de construir o socialismo"

Rocha de Barros: Olavismo flana na incompreensão dos fatos políticos
Rocha de Barros: Olavismo flana na incompreensão dos fatos políticos

247 - O sociólogo Celso Rocha de Barros afirma que Olavo de Carvalho pouco entendeu de praticamente tudo na filosofia e na ciência política. Ele diz que "o histórico de análises políticas de Olavo de Carvalho não é bom". E explica alguns pontos: "não, Carvalho, o PT não estava engajado em um projeto de maciço aparelhamento do Estado brasileiro com o objetivo de construir o socialismo."

Em seu artigo para o jornal Folha de S. Paulo, Rocha de Barros destaca que "a corrupção petista não foi bolivarianismo: a grana roubada comprava campanhas eleitorais e aliados no Congresso, as mesmas sacanagens de sempre da política brasileira". E emenda: "nenhum passo em direção ao socialismo foi dado com esse dinheiro."

O sociólogo ainda relembra como foi, na sua visão, a questão do PT com o sistema: "aliás, parte do problema do PT foi justamente o quanto os radicais sobreviveram às investigações de corrupção. Caíram os moderados. No final das contas, o PT caiu sem muito esforço pela ação do Congresso, da imprensa, dos tribunais, dos empresários, de todo mundo que, em tese, ele teria aparelhado."

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247