Rovai: Agressão a Isa Penna, vereadora do PSOL em SP, é a face bruta do fascismo

Acusação feita pela vereadora Isa Penna (PSOL) contra o também vereador Camilo Cristófaro (PSB), ambos de São Paulo, de este a teria xingado de vagabunda, terrorista e cocô de galinha, além de tê-la empurrado e ameaçado-a de levar uns tapas revelou a real face do socialista, "um macaco velho da direita da cidade", diz o jornalista Renato Rovai; "Cristófaro é um covarde com banca de capanga. Mas não é só isso. Ele é um vereador da base do prefeito João Doria, aquele que se diz a nova política", diz o jornalista

Vereadora do PSOL-SP Isa Penna e vereador do PSB-SP Camilo Cristófaro .2
Vereadora do PSOL-SP Isa Penna e vereador do PSB-SP Camilo Cristófaro .2 (Foto: Paulo Emílio)

Por Renato Rovai, na revista FórumA acusação feita pela vereadora Isa Penna (PSOL) contra o também vereador Camilo Cristófaro (PSB), ambos de São Paulo, de este a teria xingado de vagabunda, terrorista e cocô de galinha, além de tê-la empurrado e ameaçado-a de levar uns tapas revelou a real face do socialista, "um macaco velho da direita da cidade", diz o jornalista Renato Rovai.

Cristófaro foi, aos 18 anos, fundador da juventude janista, que lhe rendeu o cargo de oficial de gabinete de Jânio Quadros quando este foi prefeito da capital paulista, e em 1989 foi um dos entusiastas da candidatura de Paulo Maluf à Presidência da República. Ainda segundo o jornalista, ele trabalhou da na gestão de Celso Pitta," onde foi presidente da CET por um mês, e conseguiu, na sequência, um cargo na gestão Marta Suplicy, como diretor da Prodam".

Mais recentemente, "com um marketing de guerra no Facebook, onde xingava Haddad e sua gestão por conta dos radares, acabou se elegendo vereador", diz Rovai. "Ou seja, essa parte da cidade fascista que se realiza com as agressões de Fernando Holiday ao PT e a Juliana Cardoso e ao mesmo tempo se diverte com o escracho racista de Fábio Pannunzio ao mesmo Holiday, elegeu Cristófaro porque ele sabia xingar". Para agredir, xingar e ameaçar àqueles que têm opinião diferente da dele".

"É fascismo em estado bruto. Inclusive, porque a história contada por Isa Penna e confirmada pelo ascensorista revelam que a agressão não teve qualquer justificativa. Foi gratuita. Para intimidar e tentar mostrar à colega que aquele ambiente não era para ela. A não ser que ela ficasse boazinha e respeitasse a tropa que manda ali", destaca.

"Cristófaro é um covarde com banca de capanga. Mas não é só isso. Ele é um vereador da base do prefeito João Doria, aquele que se diz a nova política", finaliza o jornalista.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247