Sakamoto: Ao contrário do que defende Mourão, 13º salário é pago em vários países

O jornalista Leonardo Sakamoto diz que é rotina o uso da jabuticaba como metáfora política: “É comum usarem como metáfora política de algo que só existe por aqui. Foi o que fez o general da reserva Hamilton Mourão, vice na chapa de Bolsonaro; ele revela que “O 13º salário não é, absolutamente, uma 'jabuticaba' brasileira. Já existia na Europa".

Sakamoto: Ao contrário do que defende Mourão, 13º salário é pago em vários países
Sakamoto: Ao contrário do que defende Mourão, 13º salário é pago em vários países
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornalista Leonardo Sakamoto diz que é rotina o uso da jabuticaba como metáfora política: “É comum usarem a jabuticaba, planta nativa da Mata Atlântica brasileira, como metáfora política de algo que só existe por aqui. Foi o que fez o general da reserva Hamilton Mourão, candidato a ''vice-presidente'' na chapa de Jair Bolsonaro, que usou a jabuticaba para criticar o 13º, afirmando que ele é só coisa nossa. Mas não, não é. Essa ''fruta'' não dá só no Brasil e nem é invenção tupiniquim”.

Em sua publicação no Blog do Sakamoto, no UOL, ele revela que “O 13º salário não é, absolutamente, uma 'jabuticaba' brasileira. Já existia na Europa, por exemplo, na Itália, por força do Decreto do Presidente da República 1070, de 1960, antes mesmo da sua introdução na legislação brasileira pela lei 4.090, de 1962'',

Explica, ainda, que “No Brasil, ele foi criado sob o governo João Goulart, em julho de 1962. Antes, a gratificação natalina era facultativa às empresas. A aprovacão não foi simples e demandou mobilização e manifestações por todo o país, sendo considera uma conquista histórica dos trabalhadores tão importante quanto o salário mínimo e as férias remuneradas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247