Sakamoto: Bolsonaro entende a separação entre público e privado?

"Bolsonaro não conseguiu explicar de maneira satisfatória e republicana como ele mantinha uma assessora, desde 2003, com recursos da Câmara dos Deputados, na Vila Histórica de Mambucaba, Angra dos Reis (RJ), onde conta com uma casa de veraneio", disse o jornalista Leonardo Sakamoto

Sakamoto: Bolsonaro entende a separação entre público e privado?
Sakamoto: Bolsonaro entende a separação entre público e privado? (Foto: Dir.: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro repete à exaustão que apoia a Lava Jato e não foi envolvido em nenhum grande escândalo de corrupção. O que faz sentido uma vez que ele não participou diretamente de nenhum dos governos do PT, PSDB e MDB", diz o jornalista Leonardo Sakamoto.

Segundo ele, "talvez acostumado com Compras de Reeleição, Mensalões, Trensalões, Petrolões, os brasileiros tenham se esquecido que o uso irregular de recursos públicos por parte de representantes dos Três Poderes não se resume a grandes negociadas".

"Bolsonaro não conseguiu explicar de maneira satisfatória e republicana como ele mantinha uma assessora, desde 2003, com recursos da Câmara dos Deputados, na Vila Histórica de Mambucaba, Angra dos Reis (RJ), onde conta com uma casa de veraneio", disse. "Com o embrólio, o candidato apenas reforça a imagem de que, como muitos outros políticos tradicionais, gasta dinheiro público conforme lhe convém. Porque, ao que tudo indica, dar água para seus cachorros não é interesse público, mas interesse dele e dos cachorros".

Leia a íntegra no Blog do Sakamoto

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247