Sakamoto: Justiça no DF adere à campanha “Lula 2018” ao apreender passaporte

Jornalista Leonardo Sakamoto afirma que a apreensão do passaporte "pode acabar fortalecendo o discurso de Lula, de que está sendo perseguido"; "Se fossem os desembargadores do TRF-4 que tivessem definido a apreensão do passaporte seria mais compreensível, uma vez que seria parte do processo. Mas não foi o caso, o que tem cara de arbitrariedade", diz; "Se continuarem pipocando surpresas como essa, é bem possível que a figura de mártir seja construída em torno dele antes do que se imaginava" e aumentar as intenções de voto

Jornalista Leonardo Sakamoto afirma que a apreensão do passaporte "pode acabar fortalecendo o discurso de Lula, de que está sendo perseguido"; "Se fossem os desembargadores do TRF-4 que tivessem definido a apreensão do passaporte seria mais compreensível, uma vez que seria parte do processo. Mas não foi o caso, o que tem cara de arbitrariedade", diz; "Se continuarem pipocando surpresas como essa, é bem possível que a figura de mártir seja construída em torno dele antes do que se imaginava" e aumentar as intenções de voto
Jornalista Leonardo Sakamoto afirma que a apreensão do passaporte "pode acabar fortalecendo o discurso de Lula, de que está sendo perseguido"; "Se fossem os desembargadores do TRF-4 que tivessem definido a apreensão do passaporte seria mais compreensível, uma vez que seria parte do processo. Mas não foi o caso, o que tem cara de arbitrariedade", diz; "Se continuarem pipocando surpresas como essa, é bem possível que a figura de mártir seja construída em torno dele antes do que se imaginava" e aumentar as intenções de voto (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Após a Justiça no Distrito Federal determinar a apreensão do passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o jornalista Leonardo Sakamoto afirma que, "para alguns, essa decisão é capaz de ajudar na construção da imagem de um Lula desesperado que, a partir da condenação em segunda instância, faria de tudo para ficar fora do xilindró, inclusive escafeder-se da Justiça".

"Particularmente, acho que pode ter o efeito contrário. Afinal, esse tipo de argumentação, que costuma povoar textos conspiratórios nas redes sociais, pode acabar fortalecendo o discurso de Lula, de que está sendo perseguido. Se fossem os desembargadores do TRF-4 que tivessem definido a apreensão do passaporte seria mais compreensível, uma vez que seria parte do processo. Mas não foi o caso, o que tem cara de arbitrariedade", diz.

"Se continuarem pipocando surpresas como essa, é bem possível que a figura de mártir seja construída em torno dele antes do que se imaginava. E, consequentemente, sua intenção de voto nas eleições presidenciais de outubro cresça ainda mais diante do conjunto dos outros pré- candidatos", acrescenta.

De acordo com o blogueiro, um asilo fora do País deixaria de Lula "distante das decisões judiciais sobre sua própria vida, o que não encaixa no perfil do ex-presidente". "Isso sem contar que optar pela fuga significaria uma imediata confissão de culpa junto a uma parte da população. Ficaria difícil sustentar o discurso de ''condenado injustamente'' diante das pechas de 'foragido internacional' ou, simplesmente, 'fujão' sendo bombardeadas dia e noite", complementa.

Leia a íntegra no Blog do Sakamoto

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247