Sakamoto lista 30 perguntas que gostaria de fazer a Temer

Jornalista Leonardo Sakamoto lembra que Michel Temer responderá às 50 perguntas encaminhadas pela PF sobre o inquérito acerca do suposto esquema de corrupção no porto de Santos; blogueiro listou 30 perguntas que gostaria de ver Temer responder; uma seria: "Por que o senhor tem preferido falar em eventos organizados por empresários e não sentar para explicar à massa de trabalhadores as reformas, sendo que elas afetam diretamente a qualidade de vida deste segundo grupo?"

Jornalista Leonardo Sakamoto lembra que Michel Temer responderá às 50 perguntas encaminhadas pela PF sobre o inquérito acerca do suposto esquema de corrupção no porto de Santos; blogueiro listou 30 perguntas que gostaria de ver Temer responder; uma seria: "Por que o senhor tem preferido falar em eventos organizados por empresários e não sentar para explicar à massa de trabalhadores as reformas, sendo que elas afetam diretamente a qualidade de vida deste segundo grupo?"
Jornalista Leonardo Sakamoto lembra que Michel Temer responderá às 50 perguntas encaminhadas pela PF sobre o inquérito acerca do suposto esquema de corrupção no porto de Santos; blogueiro listou 30 perguntas que gostaria de ver Temer responder; uma seria: "Por que o senhor tem preferido falar em eventos organizados por empresários e não sentar para explicar à massa de trabalhadores as reformas, sendo que elas afetam diretamente a qualidade de vida deste segundo grupo?" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Jornalista Leonardo Sakamoto lembra que Michel Temer responderá "às 50 perguntas encaminhadas pela Polícia Federal sobre o inquérito sobre o suposto esquema de corrupção no porto de Santos".

O blogueiro listou 30 perguntas que gostaria de ver Temer responder.

Um dos questionamentos seria: "Por que as medidas para tirar o país da crise adotadas por seu governo atingiram principalmente os trabalhadores e protegeu os empresários? Não seria justo que a chicotada tivesse sido maior nos mais ricos, que têm um colchão de proteção maior que os mais pobres?".

Outra seria: "Por que o senhor tem preferido falar em eventos organizados por empresários e não sentar para explicar à massa de trabalhadores as reformas, sendo que elas afetam diretamente a qualidade de vida deste segundo grupo?".

"O senhor se aposentou aos 55 anos de idade como procurador do Estado de São Paulo, tendo direito a uma confortável pensão. Contudo, já afirmou que essa é a prova de que o sistema não é justo e precisa mudar. Está disposto, então, a abrir mão desse ''privilégio'', de forma retroativa, como forma de servir de exemplo ao país?". continuaria o blogueiro.

"Quando o senhor sacou que estava tudo errado e que seria um melhor presidente que Dilma? Falou sobre isso com quais políticos e empresários?", perguntaria o jornalista.

Leia a íntegra no Blog do Sakamoto

 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247