Sakamoto: o país sucumbe com descaso em forma de lama

"Não há desastres naturais. As mortes causadas por tempestades e inundações são, na maioria das vezes, possíveis de serem previstas, prevenidas ou reduzidas", escreve o jornalista, ao comentar a morte de quatro crianças após dois deslizamentos em Mauá (SP), mas lembrando também de Brumadinho

Sakamoto: o país sucumbe com descaso em forma de lama
Sakamoto: o país sucumbe com descaso em forma de lama

247 - O jornalista Leonardo Sakamoto critica a falta de ação política para evitar desastres como o que matou quatro crianças em Mauá, no ABC Paulista, neste fim de semana. "Não há desastres naturais. As mortes causadas por tempestades e inundações são, na maioria das vezes, possíveis de serem previstas, prevenidas ou reduzidas", escreve Sakamoto sobre os dois deslizamentos na cidade.

"Há incompetência ou a falta de vontade sobre eventos que ficarão mais extremos com o passar do tempo, considerando que ajudamos enlouquecer o clima do planeta. Isso tem o mesmo DNA das sete mortes causadas pela incompetência e o descaso das diferentes esferas do poder público diante das fortes chuvas que caíram, na noite no dia 6, no Rio de Janeiro", diz ele.

"Não temos grandes terremotos, constantes furacões ou vulcões ativos. O país sucumbe com descaso em forma de lama mesmo. Do rompimento de barragens da mineração aos soterramentos em precárias cidades", finaliza. Leia aqui a íntegra do texto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247