Sakamoto: Os donos do dinheiro apoiarão a opção autoritária e violenta nas eleições?

"Diante do fracasso até aqui de candidaturas simpáticas ao mercado, como a de Geraldo Alckmin e de outros partidos de direita e centro-direita (chamar esse grupo da base de apoio do governo Michel Temer de “centro” é dobrar a realidade), o mercado começa a precificar Jair Bolsonaro", escreve o jornalista Leonardo Sakamoto

Sakamoto: Os donos do dinheiro apoiarão a opção autoritária e violenta nas eleições?
Sakamoto: Os donos do dinheiro apoiarão a opção autoritária e violenta nas eleições? (Foto: Dir.: Fabio Pozzebom - ABR)

247 - "Diante do fracasso até aqui de candidaturas simpáticas ao mercado, como a de Geraldo Alckmin e de outros partidos de direita e centro-direita (chamar esse grupo da base de apoio do governo Michel Temer de “centro” é dobrar a realidade), o mercado começa a precificar Jair Bolsonaro", escreve o jornalista Leonardo Sakamoto.

De acordo com o jornalista, "parte dos operadores, principalmente o baixo clero, ama o capitão do Exército. Parte, contudo, articula o discurso do “mal menor” diante da possibilidade de um segundo turno com Ciro Gomes. Isso apesar do ex-ministro ter sido o primeiro candidato a apresentar um plano de Reforma da Previdência, que, aliás, agrada parte do mercado. Em linhas gerais, propõe a imposição de um teto menor de benefícios para o atual INSS e o que passar disso funcionaria como um sistema de capitalização individual. Caso siga por esse caminho, parte do poder econômico saltará de cabeça na piscina vazia do autoengano".

"Considerando a inconstância, o voluntarismo e a falta de preparo do pré-candidato militar à Presidência da República, é preocupante que alguém realmente acredite que ele vai entregar a gestão da economia a tecnocratas e cuidar só de fiscalizar o sexo alheio e insultar mulheres. A 'ordem' que ele prega não significa apenas criar um banho de sangue sob a justificativa de reduzir o banho de sangue em curso. Em algum momento, isso vai resvalar para outras áreas, como o comércio internacional. Daí, se você não é feito de nióbio, pode contar desde já com a mão peluda da intervenção. Sim, tem gente que vai ficar com saudade da Dilma", continua.

"Mesmo com Lula na cadeia, o mercado pode perder de novo uma eleição. Daí surge a opção de abraçar figuras autoritárias. Cansaram de ''brincar'' de democracia?", questionou.

Leia a íntegra no Blog do Sakamoto

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247