Sheherazade: Jefferson foi o "bom ladrão"

Polêmica por suas declarações ultraconservadoras e reacionárias, a jornalista do SBT Rachel Sheherazade defendeu o delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), que foi preso ontem como parte da sua condenação na AP 470; ela fez uma tosca comparação, como admitiu, entre Jefferson e o "bom ladrão" da cena da crucificação de Jesus Cristo; para a jornalista, Jefferson merecia uma medalha de honra ao mérito pelos serviços que prestou à sociedade

Polêmica por suas declarações ultraconservadoras e reacionárias, a jornalista do SBT Rachel Sheherazade defendeu o delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), que foi preso ontem como parte da sua condenação na AP 470; ela fez uma tosca comparação, como admitiu, entre Jefferson e o "bom ladrão" da cena da crucificação de Jesus Cristo; para a jornalista, Jefferson merecia uma medalha de honra ao mérito pelos serviços que prestou à sociedade
Polêmica por suas declarações ultraconservadoras e reacionárias, a jornalista do SBT Rachel Sheherazade defendeu o delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), que foi preso ontem como parte da sua condenação na AP 470; ela fez uma tosca comparação, como admitiu, entre Jefferson e o "bom ladrão" da cena da crucificação de Jesus Cristo; para a jornalista, Jefferson merecia uma medalha de honra ao mérito pelos serviços que prestou à sociedade (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jornalista Rachel Sheherazade, polêmica por suas declarações ultraconservadoras, defendeu, na edição da segunda-feira (24), do telejornalístico SBT Brasil, o delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), que foi preso ontem como parte da sua condenação na Ação Penal 470. A jornalista fez uma tosca comparação, como ela própria admitiu, de Jefferson com o "bom ladrão" da cena da crucificação de Jesus Cristo (aquele que, segundo a Bíblia, se arrependeu de seus pecados e foi perdoado por Deus). Ela ainda disse que Jefferson merecia uma medalha de honra ao mérito pelos serviços que prestou à sociedade. 

Sheherazade ainda comparou Jefferson a outros condenados na AP 470, sem citar os nomes deles, e afirmou que o ex- deputado era uma espécie de "anti-herói). "Roberto Jefferson não se fez de vítima, não usou a doença como escudo e nem acusou o Supremo de julgamento político. Não fosse a sua coragem ou seu destempero, os mensaleiros continuariam agindo até hoje impunes, saqueando os cofres públicos do Brasil para comprar apoio político.

Abaixo o vídeo

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email