Silvio Santos diz que golpe de 1964 é 'questão de opinião'

Entusiasta do governo Bolsonaro, dono do SBT e apresentador se fez de desentendido com pergunta que apareceu em seu programa neste domingo 13 e cuja única resposta seria a do golpe militar: "O que aconteceu no Brasil no dia 31 de março de 1964?"

Silvio Santos, dono do SBT e apresentador
Silvio Santos, dono do SBT e apresentador (Foto: Reprodução)

247 - O dono do SBT e apresentador Silvio Santos, apoiador e até entusiasta do governo de Jair Bolsonaro, relativizou o golpe militar de 1964 no Brasil durante o programa Bolsa Família, transmitido neste domingo 13 na emissora. O programa realiza disputa de prêmios entre famílias, que precisam acertar respostas para vencer.

De acordo com reportagem de Mauricio Stycer, do UOL, foram oferecidas quatro opções de resposta: "um massacre popular", "a proclamação da República", "um golpe militar" e "eleições diretas". Diante delas, só uma resposta seria possível: "um golpe militar". Cada um dos quatro participantes, porém, apostou em uma opção diferentes. 

A falta de conhecimento levou Silvio reclamar com o diretor do programa. "Senhor diretor, isso aqui é um programa moderno. Como é que a gente vai saber o que se passou há 55 anos?" E a voz do diretor respondeu: "É história do Brasil." 

Silvio retrucou, em tom de deboche: "História do Brasil… Eu acho, na minha opinião, só pode ser a proclamação da República." Todos riram e o diretor disse: "Não é". Silvio, didático, perguntou: "Então o que é?" O diretor respondeu: "Golpe militar." E Silvio emendou: "Golpe não é comigo."

Ao vivo na TV 247 Youtube 247