Silvio Santos sente cheiro de impeachment e suspende programa para bajular Bolsonaro

O jornalismo do SBT recebeu ordens do dono da emissora de suspender a produção do programa "A Semana do Presidente", que teria o propósito de bajular Jair Bolsonaro

Presdiente da República, Jair Bolsonaro, Pastor Edir Macedo e Silvio Santos durante  desfile Cívico por ocasião do Dia da Pátria.
Presdiente da República, Jair Bolsonaro, Pastor Edir Macedo e Silvio Santos durante desfile Cívico por ocasião do Dia da Pátria. (Foto: Alan Santos/PR)

247 - O programa do SBT que tinha como função bajular o presidente da República, Jair Bolsonaro - "A Semana do Presidente" - está suspenso até segunda ordem.

Segundo o jornalista Flávio Ricco, colunista de TV do portal UOL, esta foi a ordem recebida pelo jornalismo do SBT do dono da emissora, Silvio Santos, que está em férias nos Estados Unidos.

A notícia foi publicada no mesmo dia em que parlamentares cogitam discutir a formulação de um pedido de impeachment contra Bolsonaro, após uma nova grosseria contra jornalistas, desta vez de cunho sexual e pessoalmente contra uma repórter, Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, responsável por divulgar denúncias sobre a campanha presidencial. 

"De duas, uma: ou ele não gostou do que viu ou a repercussão negativa da volta do programa acabou por recomendar esta recuada estratégica. A informação é que a volta de "A Semana do Presidente" foi suspensa, mas não cancelada", escreve o colunista.

O miniprograma foi levado ao ar durante muitos anos ainda nos tempos do regime militar e criado para destacar os atos do governo federal. Atualmente, o SBT é um dos maiores beneficiados com as verbas federais publicitárias.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247