Site de denúncias pode ser mais eficiente que CPIs

o que diz Jarbas Machioni, conselheiro da OAB, ao portal "Comunique-se". Mas ele tambm espera "jornalismo de qualidade" na checagem de informaes recebidas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em declarações ao site "Comunique-se", Jarbas Machioni, conselheiro da Ordem de Advogados do Brasil, seção São Paulo, disse que o surgimento de sites exclusivos para o recebimento de denúncias anônimas, como o recém-lançado Folhaleaks, pode se tornar um instrumento de investigação mais eficiente que as Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) do Poder Legislativo.

Segundo Machioni, esse tipo de canal pode ter efeito parecido com o Disque-Denúncia da Polícia Civil. "Espaços como esses mudarão a forma de apuração das matérias jornalísticas, gerando menos risco às fontes e mais objetividade no trabalho da imprensa", avaliou.

O Folhaleaks foi criado pelo jornal Folha de S. Paulo para receber informações e documentos de fontes anônimas. "A imprensa tem o hábito de reproduzir o que vê na internet muitas vezes sem checar se a denúncia está correta", criticou o conselheiro da OAB. "Com o Folhaleaks, espera-se que os jornalistas sejam incentivados a produzir um jornalismo de qualidade", completou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247