Taylor Swift afirma que Trump “inflama a supremacia branca”

 247 - A cantora pop Taylor Swift criticou duramente Donald Trump nesta sexta-feira (29), após o empresário sugerir que a aplicação de uma lei poderia permitir atirar em manifestantes de Minneapolis. Os recentes protestos nos EUA foram desencadeados pelo assassinato de homem negro, George Floyd pela polícia norte-americana. A informação é do portal F5 do jornal Folha de S. Paulo.

"Após inflamar a supremacia branca e o racismo durante toda a sua presidência, você tem coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar com a violência?", tuitou Taylor, que tem 86 milhões de seguidores na rede social.

A estrela do pop também rebateu um tuite polêmico de Trump. O empresário publicou que "quando os saques começam, o tiroteio começa". Taylor aproveitou para responder que “votaremos pela sua saída em novembro, @realdonaldtrump”.  

Confira o tweet: 

Receber notificações do Brasil 247. Inscreva-se.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.