TCU dá 48 horas para BB suspender anúncios em páginas de fake news

Banco do Brasil já havia cortado a publicidade, mas, depois de reclamação de Carlos Bolsonaro, elas voltaram a ser veiculadas em páginas de fake news bolsonaristas

Fachada Banco Do Brasil
Fachada Banco Do Brasil (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247  - O ministro Bruno Dantas, do TCU (Tribunal de Contas da União), deu 48 horas para que o Banco do Brasil comprove que cumpriu a ordem do órgão de suspender imediatamente toda a publicidade feita em sites e blogs acusados de disseminar fake news. A informação é da jornalista Monica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo. 

Segundo a jornalista, o TCU recebeu informações de que a instituição estaria descumprindo a decisão tomada pelo plenário do tribunal, de que os repasses de recursos para as páginas fossem suspensos.

O banco havia cortado anúncios feitos em páginas como o Jornal da Cidade Online, alinhado com as posições do governo de Jair Bolsonaro e já condenado por divulgar notícias que não seriam verdadeiras.

Bergamo também informa que quando a iniciativa veio a público, o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, reclamou de censura ao que chama de imprensa livre e independente.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247