Tereza Cruvinel: Nordeste pode ser decisivo na eleição deste ano

A jornalista Tereza Cruvinel destacou neste domingo (19), em sua coluna no Jornal do Brasil, o papel decisivo que o Nordeste poderá desempenhar na eleição presidencial de outubro. "Com 39% do eleitorado nacional, ou 26% do total, a Região Nordeste pode ser decisiva na eleição deste ano, como o foi na de 2014. Isso será possível se um candidato conseguir receber uma fração altamente majoritária dos votos nordestinos, compensando perdas no resto do pais, onde haverá grande dispersão de votos"

Tereza Cruvinel: Nordeste pode ser decisivo na eleição deste ano
Tereza Cruvinel: Nordeste pode ser decisivo na eleição deste ano (Foto: Ricardo Stuckert)

A jornalista Tereza Cruvinel destacou neste domingo (19), em sua coluna no Jornal do Brasil, o papel decisivo que o Nordeste poderá desempenhar na eleição presidencial de outubro. "Com 39% do eleitorado nacional, ou 26% do total, a Região Nordeste pode ser decisiva na eleição deste ano, como o foi na de 2014. Isso será possível se um candidato conseguir receber uma fração altamente majoritária dos votos nordestinos, compensando perdas no resto do pais, onde haverá grande dispersão de votos", escreveu.

Cruvinel vê o PT em vantagem pelo fato de Lula e Dilma terem obtido votações altamente expressivas na região nos últimos pleitos. No caso de Dilma, graças à transferência de votos de Lula. "Um dos maiores desafios de Fernando Haddad, como substituto do ex-presidente, será a conquista deste espólio lulista", projeta. Haddad desembarcou na sexta-feira no Piauí, onde fez campanha ao lado do governador Wellington Dias (PT), e na terça-feira segue viagem. Passará por Bahia, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247