Tijolaço: A munição para atacar Lula vai baixando de calibre

Jornalista Fernando Brito, editor do Tijolaço diz que "virou ridículo" a "perseguição" ao ex-presidente Lula. Segundo ele, com o leque de denúncias se exaurindo, "a munição para atacar Lula vai baixando o calibre"; "Mas sempre há a guarda dos caixotes num depósito, para provar o favorecimento de Lula, embora o Dr. Moro não se interesse e não autorize saber como foram guardados os caixotes de FHC, de Sarney ou ao menos os de Itamar Franco", diz Brito

Jornalista Fernando Brito, editor do Tijolaço diz que "virou ridículo" a "perseguição" ao ex-presidente Lula. Segundo ele, com o leque de denúncias se exaurindo, "a munição para atacar Lula vai baixando o calibre"; "Mas sempre há a guarda dos caixotes num depósito, para provar o favorecimento de Lula, embora o Dr. Moro não se interesse e não autorize saber como foram guardados os caixotes de FHC, de Sarney ou ao menos os de Itamar Franco", diz Brito
Jornalista Fernando Brito, editor do Tijolaço diz que "virou ridículo" a "perseguição" ao ex-presidente Lula. Segundo ele, com o leque de denúncias se exaurindo, "a munição para atacar Lula vai baixando o calibre"; "Mas sempre há a guarda dos caixotes num depósito, para provar o favorecimento de Lula, embora o Dr. Moro não se interesse e não autorize saber como foram guardados os caixotes de FHC, de Sarney ou ao menos os de Itamar Franco", diz Brito (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jornalista Fernando Brito, editor do Tijolaço diz que "virou ridículo" a "perseguição" ao ex-presidente Lula. Segundo ele, com o leque de denúncias se exaurindo, "a munição para atacar Lula vai baixando o calibre".

"Mas sempre há a guarda dos caixotes num depósito, para provar o favorecimento de Lula, embora o Dr. Moro não se interesse e não autorize saber como foram guardados os caixotes de FHC, de Sarney ou ao menos os de Itamar Franco", diz Brito.

Leia a íntegra.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247