Tijolaço: “Gilmar defende Aécio a ferro e fogo”

Mais uma vez, o  ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes quebra o decoro do cargo; O jornalista Fernando Brito, do blog Tijolaço, comenta a postura de Gilmar, ao criticar o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, por ter pedido novamente a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG); Gilmar mandou que Janot lesse a Constituição e Brito, por sua vez, pediu que Gilmar lesse a Lei da Magistratura

Mais uma vez, o  ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes quebra o decoro do cargo; O jornalista Fernando Brito, do blog Tijolaço, comenta a postura de Gilmar, ao criticar o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, por ter pedido novamente a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG); Gilmar mandou que Janot lesse a Constituição e Brito, por sua vez, pediu que Gilmar lesse a Lei da Magistratura
Mais uma vez, o  ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes quebra o decoro do cargo; O jornalista Fernando Brito, do blog Tijolaço, comenta a postura de Gilmar, ao criticar o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, por ter pedido novamente a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG); Gilmar mandou que Janot lesse a Constituição e Brito, por sua vez, pediu que Gilmar lesse a Lei da Magistratura (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fernando Brito, no Tijolaço

Gilmar Mendes mandou patas sobre Rodrigo Janot, por conta do pedido de prisão renovado contra Aécio Neves.

Mandou o procurador “ler antes a Constituição”.

Em seguida, despudoradamente Gilmar disse, no entanto, que não ia “emitir juízo” sobre a questão, como se não o tivesse feito, já.

Recomenda-se ao Ministro Gilmar Mendes que lei a Lei Orgânica da Magistratura, mais especificamente  o Inciso III do Artigo 36, que diz ser “vedado ao magistrado (…) manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento, seu ou de outrem, ou juízo depreciativo sobre despachos, votos ou sentenças, de órgãos judiciais, ressalvada a crítica nos autos e em obras técnicas ou no exercício do magistério”.


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247