Tijolaço: imprensa ignora delação do dono de jatinho de Eduardo Campos

"A imagem do Estadão de hoje, no alto do post, mostra bem o equilíbrio da imprensa brasileira. A Polícia Federal, finalmente, terminou o relatório sobre os “donos” do avião que caiu em Santos, matando Eduardo Campos, candidato, com Marina Silva, à presidência da República. Vale uma pequena notinha, nada mais. O relatório da PF, disponível no site do Estadão, mostra claramente como a trinca fazia fluir as propinas pagas ao governo de Pernambuco pela OAS e pela Camargo Corrêa", diz o blog Tijolaço

"A imagem do Estadão de hoje, no alto do post, mostra bem o equilíbrio da imprensa brasileira. A Polícia Federal, finalmente, terminou o relatório sobre os “donos” do avião que caiu em Santos, matando Eduardo Campos, candidato, com Marina Silva, à presidência da República. Vale uma pequena notinha, nada mais. O relatório da PF, disponível no site do Estadão, mostra claramente como a trinca fazia fluir as propinas pagas ao governo de Pernambuco pela OAS e pela Camargo Corrêa", diz o blog Tijolaço
"A imagem do Estadão de hoje, no alto do post, mostra bem o equilíbrio da imprensa brasileira. A Polícia Federal, finalmente, terminou o relatório sobre os “donos” do avião que caiu em Santos, matando Eduardo Campos, candidato, com Marina Silva, à presidência da República. Vale uma pequena notinha, nada mais. O relatório da PF, disponível no site do Estadão, mostra claramente como a trinca fazia fluir as propinas pagas ao governo de Pernambuco pela OAS e pela Camargo Corrêa", diz o blog Tijolaço (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Blog Tijolaço - A imagem do Estadão de hoje, no alto do post, mostra bem o equilíbrio da imprensa brasileira.

A Polícia Federal, finalmente, terminou o relatório sobre os “donos” do avião que caiu em Santos, matando Eduardo Campos, candidato, com Marina Silva, à presidência da República.

Vale uma pequena notinha, nada mais.

Nenhuma novidade em relação ao que foi levantado – em grande parte pelos blogs – na ocasião: uma quadrilha formada por João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, Eduardo Freire Bezerra Leite e Apolo Santana Vieira bancou a compra do avião para o candidato, que a aprovou pessoalmente.

Os três vão aderir à moda das “delações premiadas”

O relatório da PF, disponível no site do Estadão, mostra claramente como a trinca fazia fluir as propinas pagas ao governo de Pernambuco pela OAS e pela Camargo Corrêa.

É de duvidar que tenham algo de significativo a dizer, ainda mais que neste caso basta “descarregar” no morto e deixar os muito vivos que seguem no governo do Estado e no Ministério de Temer.

O jato, neste caso, matou só pessoas, não as reputações, ao contrário de outros “jatos” que, sem provas como este caso tem, assassina liminarmente a respeitabilidade moral em grandes manchetes.

Alguém ainda se lembra da “nova política”, Dona Marina?

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email