Tijolaço: Jack, da Tuiuti, diz a quem tem o dever de servir

Carnavalesco Jack Vasconcelos, da Paraíso do Tuiuti, fez uma defesa enfática da educação pública, em entrevista ao jornal O Dia; "Sou formado pelo ensino público, fui uma criança de escola pública, me formei em uma federal, em Belas Artes. Então, a população ajudou a me formar, foi dinheiro público que ajudou a pagar meus estudos e a manter as instituições em que me formei. Preciso de alguma forma retribuir para a população esse investimento. É a maneira que eu posso prestar o serviço a ela (à sociedade), através da minha arte", disse ele

Carnavalesco Jack Vasconcelos, da Paraíso do Tuiuti, fez uma defesa enfática da educação pública, em entrevista ao jornal O Dia; "Sou formado pelo ensino público, fui uma criança de escola pública, me formei em uma federal, em Belas Artes. Então, a população ajudou a me formar, foi dinheiro público que ajudou a pagar meus estudos e a manter as instituições em que me formei. Preciso de alguma forma retribuir para a população esse investimento. É a maneira que eu posso prestar o serviço a ela (à sociedade), através da minha arte", disse ele
Carnavalesco Jack Vasconcelos, da Paraíso do Tuiuti, fez uma defesa enfática da educação pública, em entrevista ao jornal O Dia; "Sou formado pelo ensino público, fui uma criança de escola pública, me formei em uma federal, em Belas Artes. Então, a população ajudou a me formar, foi dinheiro público que ajudou a pagar meus estudos e a manter as instituições em que me formei. Preciso de alguma forma retribuir para a população esse investimento. É a maneira que eu posso prestar o serviço a ela (à sociedade), através da minha arte", disse ele (Foto: Aquiles Lins)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Se 10% dos que devem o que são ao que o povo deste país fez por suas vidas tivessem a clareza que disso mostrou o carnavalesco da Paraíso da Tuiuti, este país seria outro. O trecho é da sua entrevista a Bruna Fantti, em O Dia:

Sou formado pelo ensino público, fui uma criança de escola pública, me formei em uma federal, em Belas Artes. Então, a população ajudou a me formar, foi dinheiro público que ajudou a pagar meus estudos e a manter as instituições em que me formei. Preciso de alguma forma retribuir para a população esse investimento. É a maneira que eu posso prestar o serviço a ela (à sociedade), através da minha arte. 

Com muito menos arte e igual gratidão, assino embaixo.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247