Tijolaço: no curto prazo, Serraglio fede mais para Temer que a lista do Janot

"Com o clima de que todos são culpados até que (ou mesmo que) provem sua inocência que o processo de linchamento de reputações instalado desde os primeiros tempos da Lava Jato, o estrago está feito", diz o jornalista Fernando Brito sobre a situação do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, flagrado na operação Carne Fraca em conversa com Daniel Gonçalves Filho, apontado como "o líder da organização criminosa"; "Duvido que Serraglio se segure por muito tempo, sobretudo porque, agora, existe uma saída mágica para os praticantes de falcatruas: a delação premiada. O ministro foi pro braseiro, de tira-gosto estragado"

07/02/2017-Brasília- DF, Brasil- Cerimônia de Posse dos Ministros da Justiça e Segurança Pública, Osmar Serraglio, e das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira. Fotos: Beto Barata/PR
07/02/2017-Brasília- DF, Brasil- Cerimônia de Posse dos Ministros da Justiça e Segurança Pública, Osmar Serraglio, e das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira. Fotos: Beto Barata/PR (Foto: Aquiles Lins)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Pode ou não ter havido tráfico de influência do hoje ministro da Justiça com o chefe da quadrilha da carne podre.

Pode ou não ser verdade o que disse o delegado Maurício Moscardi (saído da Lava Jato em circunstâncias esquisitas e censor de jornalistas) sobre a "vista grossa" dos fiscais irrigar PMDB (partido de Osmar Serraglio) e PP com dinheiro.

O fato é que, com o clima de que todos são culpados até que (ou mesmo que) provem sua inocência que o processo de linchamento de reputações instalado desde os primeiros tempos da Lava Jato, o estrago está feito.

Com requintes de repugnância que lhe dão proporções imensas.

Afinal, um navio sonda não embrulha estômago, mas carne podre e cabeça de porco nas linguiças já são assunto, agora, até nas gôndolas de supermercado que a Dona Marcela Temer fiscaliza.

Duvido que Serraglio se segure por muito tempo, sobretudo porque, agora, existe uma saída mágica para os praticantes de falcatruas: a delação premiada.

O ministro foi pro braseiro, de tira-gosto estragado, enquanto se cozinha a lista de Rodrigo Janot.

E virar assunto de botequim.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247