Tijolaço: o “Fica, Temer” vira “Volta, Aécio” no PSDB

"Vai bem, a tucanada. Temer + Aécio é de fazer virar urubu", comenta o jornalista Fernando Brito, sobre o movimento dentro do partido para retirar Tasso Jereissati da presidência interina em defesa da volta do senador Aécio Neves, flagrado em uma ligação pedindo R$ 2 milhões em propina

aécio temer
aécio temer (Foto: Gisele Federicce)

Por Fernando Brito, do Tijolaço

Já não é mais “off”.

Os tucanos já falam abertamente na saída de Tasso Jereissati sem, aliás, uma voz que o defenda.

O “Volta, Aécio” tomou conta do partido depois que o desastroso programa de televisão do PSDB recolocou em vantagem a maioria governista do partido.

Fala-se na indicação de um deputado governista para presidir o partido até a definição da nova direção, no final do ano.

Um dos nomes cotados é Giuseppe Vecci, ligado ao governador de Goiás, Marconi Perillo.

Vecci carrega uma ficha nada santa: tem condenação  no STJ por contratos sem licitação nos cargos que exerceu em Goiás e foi fisgado na Operação Decantação, segundo o Estadão, ”insistindo junto à cúpula da companhia de Saneamento de Goiás (Saneago) para providenciar pagamento à JC Gontijo Engenharia por um contrato com a estatal do governo Marconi Perillo”.

Segundo a PF, a empresa supostamente favorecida pela ação de Vecci, a JC Gontijo Engenharia, doou R$ 1 milhão para o PSDB depois que recebeu valores relativos ao contrato com a Saneago. A empresa havia doado R$ 1 milhão para o parlamentar, nos dias 30 de outubro e 4 de novembro de 2014, maior quantia repassada ao então candidato à Câmara.

Vai bem, a tucanada. Temer + Aécio é de fazer virar urubu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247