Tijolaço sobre Vaccari: “acusação é manchete; absolvição é notinha”

Jornalista Fernando Brito afirma que "a notícia dos supostos crimes [contra o ex-tesoureiro do PT] foi veiculada com destaque em todos os meios de comunicação. Mas ontem, saiu bem pouco sobre o que aconteceu anteontem", que foi a decisão que o inocentou no caso Bancoop; ele destaca que a juíza, que deve ter sido pressionada, lhe deu um "julgamento imparcial", mas que "isso só é notícia para ser dada de forma como são dados ossos aos cães"

vaccari neto
vaccari neto (Foto: Gisele Federicce)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - O tesoureiro do PT, João Vaccari, está preso na Lava Jato.

É, portanto, um dos condenados do Dr. Moro.

João Vaccari foi exposto, durante anos, como beneficiário de fraudes na Cooperativa habitacional dos Bancários.

Acusado de falsidade documental, formação de quadrilha e 2.362 vezes por estelionato, além de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, vinha sendo processado há anos.

A notícia dos supostos crimes foi veiculada com destaque em todos os meios de comunicação.

Mas ontem, saiu bem pouco sobre o que aconteceu anteontem.

A juíza Cristina Ribeiro Leite Balbone Costa, da 5ª Vara Criminal da Justiça  de São Paulo o absolveu de todos os crimes de que era acusado neste caso.

E agora?

“Ah, mas no caso da Lava Jato ele é culpado”, tanto que Sérgio Moro já o condenou.

É?

Imaginem que pressões sofreu esta juíza, chamada de tudo nos comentários dos leitores do Estadão?

Mas deu-lhe um julgamento imparcial.

E isso só é notícia para ser dada de forma como são dados ossos aos cães.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247