Venda de iPhones bate novo recorde

A Apple disse nesta segunda-feira que vendeu mais de 13 milhões de iPhone 6S e 6S Plus durante seu primeiro fim de semana no mercado, estabelecendo um novo recorde para seu principal produto

A Apple disse nesta segunda-feira que vendeu mais de 13 milhões de iPhone 6S e 6S Plus durante seu primeiro fim de semana no mercado, estabelecendo um novo recorde para seu principal produto
A Apple disse nesta segunda-feira que vendeu mais de 13 milhões de iPhone 6S e 6S Plus durante seu primeiro fim de semana no mercado, estabelecendo um novo recorde para seu principal produto (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A Apple disse nesta segunda-feira que vendeu mais de 13 milhões de iPhone 6S e 6S Plus durante seu primeiro fim de semana no mercado, estabelecendo um novo recorde para seu principal produto.

Apesar de as vendas terem superado as expectativas de analistas de 12 milhões a 13 milhões de unidades, as ações da Apple caíam mais de 1 por cento. Isso indica que os investidores continuam descrentes que a Apple consiga superar a demanda pelo iPhone anterior, que levou a companhia a registrar o maior lucro trimestral da sua história, disse o analista do IDC John Jackson.

"Superar o que o iPhone 6 conseguiu parece pedir demais, mesmo para a Apple, que tem uma história de suplantar a si própria", disse.

O iPhone 6 estabeleceu o recorde anterior de 10 milhões de unidades vendidas no primeiro fim de semana, mas os dados não incluíam o mercado chinês, onde problemas regulatórios atrasaram a estreia do aparelho no ano passado.

Analistas já esperavam que a Apple estabelecesse um novo recorde de venda do iPhone com a inclusão da China, que deve se tornar em breve o maior mercado para a empresa.

Mas muitos analistas disseram que os números do 6s, que incluem também os Estados Unidos, a Austrália e a Grã-Bretanha, sugerem que a Apple está a caminho de elevar as vendas de iPhone modestamente ante o ano anterior.

A analista Shannon Cross, da Cross Research, disse que estava impressionada com a capacidade da Apple para atrair o interesse do consumidor em um dispositivo com melhorias relativamente modestas sobre o iPhone 6, cujas telas maiores desencadearam um frenesi de vendas.

"É um indicativo da força da Apple que você tem pelo menos tantas pessoas que querem o iPhone 6s", disse Shannon Cross.

O fim de semana também marcou a estreia do programa de atualização da Apple, que permite aos usuários receber um novo iPhone todo ano por parcelas mensais a partir de 32 dólares, independentemente da operadora.

A Apple disse que os novos iPhones estarão disponível em mais de 40 países a partir 9 de outubro, e em mais de 130 países até o fim do ano.

Os novos telefones têm câmeras melhores e uma tecnologia de exibição chamada 3D Touch, que responde à pressão do toque dos usuários na tela.

"O retorno dos clientes é incrível, e eles estão amando o 3D Touch e o Live Photos", disse o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, em comunicado. "Mal podemos esperar para levar o iPhone 6S e o iPhone 6S Plus a consumidores em mais países em 9 de outubro."

(Por Julia Love)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247