Vinicius Torres Freire: Bolsonaro ameaça a segurança nacional

De acordo com o jornalista Vinicius Torres Freire, o discurso de Jair Bolsonaro "permite a governos mais espertos usar o Brasil como um espantalho do mal, um desses países que acabam sendo vítimas de marginalização, sanções ou até ataques piores"

Bolsonaro discursa durante Assembleia Geral da ONU em Nova York
Bolsonaro discursa durante Assembleia Geral da ONU em Nova York (Foto: REUTERS/Lucas Jackson)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "O discurso de Jair Bolsonaro causou as reações de ultraje e a aclamação de costume", escreve o jornalista Vinicius Torres Freire em sua coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo.

"Na mídia maior do mundo, foi objeto do ridículo e da indignação habituais, sem maior destaque, até porque as falações da Assembleia Geral da ONU não valem mais grande coisa, a não ser em caso de países capazes de causar estrago grande, real e imediato (como guerras)", diz.

De acordo com o jornalista, "o Brasil é obrigado a se aliar não a países com interesses práticos comuns, mas a uma trupe de líderes com quem Bolsonaro compartilha a mesma religião autoritária (desde que sejam brancos e ditos cristãos)".

"O discurso desvairado oferece argumentos para críticos e adversários. Favorece coalizões improváveis de ambientalistas, protecionistas, grande finança e nacionalistas contra o agronegócio e outros interesses econômicos", afirma.

"Permite a governos mais espertos usar o Brasil como um espantalho do mal, um desses países que acabam sendo vítimas de marginalização, sanções ou até ataques piores".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email